Setembro Amarelo – Os Porquês e Como Evitar



Ei, senta aqui. Vamos conversar!

Falar sobre suicídio tem que deixar de ser tabu, e nada melhor do que aproveitar o Setembro Amarelo para explicar isso. Se você parou para ler esse artigo, é porque está procurando ajuda ou querendo ajudar alguém, certo?

Então antes de mais nada, deixa eu te falar alguns dados atuais sobre o assunto. É algo triste, mas só no Brasil, 800 pessoas tentam cometer suicídio por dia, e 32 pessoas de fato cometem. Isso segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Porém, temos aqui outro dado que dá esperança. Segundo a Organização, 9 em cada 10 caso são possíveis de serem evitados. E isso já é uma grande diferença!!

E aí você se pergunta…. Como reverter esses casos?

Um material ótimo para se ler e entender um pouquinho mais sobre o suicídio é a cartilha de prevenção, feita pelo Conselho Federal de Medicina.

Mas para traduzir em atitudes, aqui vão alguns toques. Para ajudar essas pessoas, é necessário antes de mais nada, escuta-las. Converse, e converse bastante. Esse não é o momento de repreender e nem de querer comparar algum acontecimento negativo da sua vida com a doença dela. É momento apenas de ouvir! Não existe uma medida universal para o sofrimento. As vezes, algo que você julga ser mínimo, foi o estopim para a pessoa desencadear a depressão. Por isso converse e tente compreende-la, mas sempre com respeito.

Outro ponto é a empatia.Por muitas vezes você vai cansar de ver a pessoa se menosprezando, sem força de vontade, desanimada e com o humor alterado. Mas lembre-se, isso tudo não se trata de você, e sim sobre uma doença. Vamos supor que a pessoa está com gripe e você precisa cuidar dela de uma forma diferente. Então você irá dar uma outra alimentação, deixando ela repousar, não discutir e nem falar alto, etc, certo? Da mesma forma funciona com uma pessoa que está com algum problema psicológico. Você só precisa ter empatia e entender que ela, no momento, tem necessidades diferentes e que precisam ser atendidas com muito amor e carinho. A questão aqui não é mimar a pessoa, e sim trata-la de uma forma para ela melhorar gradativamente.

Não deixe-a pior…

Ficar repetindo as frases “isso vai melhorar”, “é só uma fase”, “se anime, saia da cama”, “você só precisa sair mais”, “pare de evitar seus amigos”, entre outras, só irão piorar a situação. Porque no fundo a pessoa sabe que tudo isso é verdade, ela só não consegue colocar em prática. E para que a pessoa consiga superar isso tudo de fato, vai precisar do seu apoio. Então dê carinho, amor, muita atenção, zelo, cuidado, afeto, respeito, empatia e segurança. Mostre mais em atitudes e gestos a forma de sair dessa doença, não só através de falas e julgamentos vazios e prontos. Você vai precisar dividir a sua força com ela, para que assim os dois possam superar isso juntos.

Agora, uma dica. Para você entender algumas razões e porquês da depressão, assista 13 Reasons Why, da Netflix. Ela vai tentar te colocar próximo ao sentimento e sofrimento da depressão. Mas por favor, me promete que só assistirá a série se você não sofre de nenhuma doença psicológica? Ela traz alguns sentimentos negativos durante a história. E o foco aqui não é te deixar mal, e sim fazer você compreender melhor a pessoa a ser ajudada, ok?

 

Mas se é você que está precisando de ajuda, o papo agora é contigo…

Sei que uma parte de você só quer a solidão, e uma outra quer sair dessa. Também sei que você se sente um peso para os outros, ao mesmo tempo em que quer a atenção de todos. E sei que a ansiedade muitas vezes vem nos momentos mais felizes, e que em outros você pode até sentir a química no seu cérebro fazendo efeito. Mas eu te juro que tudo isso tem solução!

Primeiro de tudo, quem vai te entender e analisar melhor do que ninguém, melhor até do que você mesma (o), é um profissional da área. Procure uma psicóloga (o), mesmo que você não ache que esteja com depressão. Mas se você está confusa (o) sobre si, vá atrás de uma compreensão. Não tenha medo e nem vergonha. Ir ao psicólogo é algo natural e todas as pessoas deveriam ter esse atendimento. Se conhecer é extremamente importante!

Ok… Agora que você já está fazendo o seu processo psicológico, o problema agora é saber o que fazer nos momentos de crise, certo? Então, como está no início do texto, o primeiro passo é conversar. Se você não dividir o que está acontecendo na sua vida com aqueles que te amam, vai ser um pouco difícil dessas pessoas conseguirem ajudar você. Por isso, não se sinta mal em se abrir, não tenha vergonha ou medo do julgamento. Às vezes, você pode se surpreender com um carinho ou uma palavra que você nem imaginava receber. E no final era tudo que precisava para deixar o seu dia melhor.

Mas se mesmo assim você não quiser ou tiver alguém próximo a você para conversar, ligue para o CVV (Centro de Valorização da Vida). É só discar 188, e um voluntário irá te dar toda a atenção e carinho, a qualquer momento. O serviço é gratuito e 24 horas. Você pode também enviar um email, conversar por chat, ou até pessoalmente se precisar. Tem tudo explicando no site, é só dar uma olhada e já deixar nos favoritos.

Outro ponto é você não se cobrar!

Todos nós temos defeitos, erros e pontos a melhorar. E ninguém é pior que o outro por isso. Somos humanos, e com diferenças e individualidades. E é isso o que faz cada um ser único. Você entende isso? Entende que você é uma pessoa única e que não existe ninguém no mundo que possua suas qualidades, talento, aspecto e característica, tudo combinado em um ser só? Isso é o que faz de você incrível, com potencial de mudar a vida de alguém. Pode ser de qualquer pessoa, mas de pelo menos uma você com certeza vai mudar, e para melhor.

E assim como você, muitos outros passam pelo mesmo sofrimento, com níveis e graus diferentes. Mas outras pessoas também sabem o que é essa dor que você sente. Uma dica que te dou é assistir ao filme As Vantagens de Ser Invisível (tem na Netflix). Muitas vezes o processo para chegar no nível da depressão é longo, com gatilhos lá na infância, e que só resultam depois de muitos anos. Mas com ajuda de profissionais e de pessoas que te amam, você vai compreender tudo o que se passa no seu interior, para que enfim possa conseguir vencer mais essa batalha.

Lembre-se, depressão é uma doença. E ninguém é menor do que uma doença!

Acompanhe as novidades